• Marcia Morais

Marcia Morais: vida dedicada à moda

Atualizado: 13 de mai.

Marcia Morais sempre teve o sonho de ter sua própria marca. Por isso, hoje ela pode dizer que a vida da Marcia Morais foi dedicada à moda.


A criadora da marca e fundadora da empresa que leva seu próprio nome, Marcia Morais, é de Salinas, no norte de Minas.


A caçula de 7 irmãos, foi criada em uma fazenda junto com os irmãos, onde seu pai era produtor de cachaça e eles o ajudavam na lida no campo.


Nas palavras de Marcia Morais, “foi uma infância simples, mas muito feliz. Família grande e amorosa”. Ela e os irmãos são muito unidos até hoje.


Marcia casou-se aos 19 anos e logo mudou-se para Belo Horizonte, teve três filhos, dos quais dois trabalham na empresa.


A Alice está a frente do marketing e o João Carlos comanda o financeiro. Isso é motivo de orgulho e tranquilidade para a fundadora. O outro filho, Tomás, é geólogo e pai da minha única netinha de Marcia, a Clarice, de 10 anos.


O interesse de Marcia pela moda começou cedo, pois sua mãe costurava em casa e tinha um pequeno ateliê. Dessa forma, veio a aptidão para a modelagem.


Desde a adolescência ela criava e produzia seus próprios looks, que eram sucesso entre as amigas. Quando casou-se, começou a produzir peças em casa e vender em uma lojinha na Feira Shop do Barro Preto.


Conheça neste blog sobre a história de vida de uma mulher que rompeu os limites impostos pela sociedade.


– Quais as dificuldades que passou para seguir sua carreira e quais as conquistas que mais se orgulha?


No início a maior dificuldade era conquistar espaço em um mercado muito fechado. Além disso, conseguir o capital necessário para investir na empresa e fazer a marca crescer.


Eu trabalhava exaustivamente, não tinha equipe formada. Meu marido me apoiava muito, principalmente com os cuidados com os filhos para que eu pudesse ter o foco nos meus objetivos profissionais.


Tenho muito orgulho de olhar para trás e ver que fui capaz de construir algo de real valor, não apenas para mim e minha família. Mas também para todos os colaboradores que passaram pela Marcia Morais e fizeram parte dessa história.


Além, das nossas queridas clientes que através das peças Marcia Morais conseguem resgatar sua autoestima e se sentem representadas na moda. Além disso, conseguem exaltar sua individualidade e expressar sua personalidade.


É uma honra vestir estas mulheres e ser referência para um nicho que ainda tem muito a conquistar.


– Como foi a criação da marca?


Sempre fui empreendedora e tive essa aptidão para criação e a vontade de fazer roupas com as quais eu me identificasse. Abrir minha própria marca foi algo muito natural, não pensei muito, simplesmente comecei, assim, na cara e na coragem.


– Como você definiria o termo “empoderamento feminino”?


Eu vejo o empoderamento feminino como uma ferramenta para nossa independência e autonomia.


O poder de ser quem e como quisermos, de fazer nossas próprias escolhas e ter nossa individualidade respeitada.


Isso tem tudo a ver com a luta contra padrões estéticos idealizados e com a construção de um mercado de moda mais inclusivo e democrático.


– Além da estética, o que mais precisa ser levado em conta ao criar as coleções para a Márcia Morais?


Para mim moda é mais do que estética. É também um sentimento, algo que precisa criar uma sensação agradável.


Por isso conforto e praticidade são atributos essenciais em todas as nossas criações! Nosso propósito é vestir com estilo e beleza. Mas também proporcionar uma experiência de uso completa e perfeita.


– O que difere a mulher de hoje da mulher de quando iniciou a marca?


Eu acho que a moda hoje está mais livre, que as mulheres não se deixam mais oprimir por regras de estilo arbitrárias sobre o que podem ou não podem vestir.


Isso é muito positivo, pois podemos criar sem limitações e nossas clientes podem de fato exercer seu poder de escolha no quesito estilo.


– Se pudesse olhar para trás, o que você diria para a Márcia Morais de 20 e poucos anos?


Se eu pudesse voltar no tempo, o que eu diria para a jovem Márcia Morais seria: vá em frente! Essa sua escolha é desafiadora, mas será muito gratificante. Confie no seu potencial.


– Qual é a sua maior influência?


Não tenho alguém que me influencia diretamente nas criações, minha maior inspiração são nossas clientes.


– Qual mensagem você gostaria de deixar para homens e mulheres no Dia Internacional da Mulher?


Penso que os homens devem usar o 8 de março para refletir e enaltecer as mulheres que estão ao seu redor. A partir de pequenas ações, podemos promover grandes mudanças.


Mulheres, seguimos juntas na busca por um mundo mais justo, desconstruído de superioridade, estereótipos, preconceito e violência. Nós podemos tudo, acreditem!


#márciamorais #vidadaMarciaMorais

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Com a correria e as multitarefas do dia a dia, as pessoas estão cada vez mais estressados e menos dispostos a encarar as coisas pelo seu lado positivo. A especialista em Psicologia Social e Cognitiva,

Produtividade é uma palavra que se ouve muito, e mais do que ouvir, as pessoas costumam ser cobradas e avaliadas por ela. No dicionário, produtividade significa “que produz ou pode produzir, gerar res